Encontro de secretários de agricultura discute implantação de Serviço de Inspeção Municipal

 

 

O Consórcio Sustentável do Território do São Francisco (Constesf) reuniu representantes das secretarias municipais de agricultura e veterinários, bem como representantes da Companhia de Desenvolvimento Regional (CAR), para discutir o andamento do processo de implantação do Serviço de Inspeção Municipal (SIM). O encontro foi realizado nesta segunda-feira (23) e oportunizou a troca de experiências entre municípios que estão em processo de criação ou atualização da lei que regulamenta o serviço.

Estavam presentes representantes de Juazeiro, Casa Nova, Sobradinho, Campo Alegre de Lourdes, Remanso, Curaçá, Uauá e Sento-Sé. Casa Nova e Campo Alegre de Lourdes já aprovaram a lei do SIM, enquanto os outros municípios estão enviando as atualizações da lei para aprovação nas câmaras municipais.

Na oportunidade, uma equipe de técnicos da Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (ADEAP), explanou como o SIM vem sendo executado em Juazeiro. O município de Juazeiro foi o primeiro da região a implantar o serviço e até o momento já beneficiou duas pequenas agroindústrias com a emissão do selo municipal.

De acordo com o médico veterinário do Constesf, Whashington Luiz Nóbrega, o SIM fortalecerá a economia dos municípios e vai proporcionar aos pequenos produtores maior geração de renda. “O SIM é um serviço sanitário voltado para produtores familiares, que inspeciona e fiscaliza agroindústrias que produzem e comercializam produtos de origem animal e vegetal, para assim, regulamentar a comercialização a nível local. Dessa forma, pequenas agroindústrias poderão produzir e vender com mais qualidade e os consumidores se sentirão mais seguros em consumir produtos fabricados no próprio município”, afirmou.

Para o secretário de agricultura de Sobradinho, Leneildo Monteiro, os municípios estão dando um importante passo vislumbrando ampliar as possibilidades dos produtores. “Esperamos futuramente, através do Constesf que tem nos ajudado fazendo essa parceria com os 10 municípios, podermos fazer com que o SIM seja intermunicipal, para que os produtos não fiquem só dentro da nossa localidade. Estamos dando o primeiro passo e temos o sonho de estender a comercialização dentro de todo o território”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *